domingo, 8 de junho de 2008

Se der pé















Vou pular
Prá dentro de você
Mergulhar
No infinito do teu abraço
Me arrastar
Na imensidão do meu desejo
Nadar
Mesmo contra-maré
Me afundar
Na tua beleza
Sei que peixes vou cruzar...
Mas... se der pé...
É lá que eu vou ficar

Ana Lúcia Camargo
Julho/2008

Striptease

sexy icons
Num gesto sensual
faço meu carnaval
às vezes carente,
às vezes latente,
num conflito brutal
vou deixando as palavras
deslizarem em minha mente
dançando com os versos
jogando entre linhas
verbos sem pudor
falando de amor...
é assim, que pouco a pouco
num streaptease insolente
vou despindo minha alma
até ficar completamente nua

Ana Lucia Camargo
Rio de Janeiro,
07/06/2008

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Rio meu irmão






Rio de Janeiro
Cinema brasileiro
Luzes de uma imaginação
Poeta sorrateiro
Amigo trapaceiro
Me engole na arena de um leão
Carnaval fuleiro
Turistas estrangeiros
Vão chegando pela contramão
Na praia ele é faceiro
Milhões de tiroteio
É só mais um passeio
Cenário de uma miscigenação
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Cinema sorrateiro
Poeta brasileiro
Amigo estrangeiro
Turista trapaceiro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
atenção ele é meu irmão
então sorRIO...

Ana Lúcia Camargo
02/06/2008

domingo, 1 de junho de 2008

Nua e Crua












Não quero a lua na minha poesia
Não me fale de alegria,
Não enfeite a minha dor
Pra que tanta folia com meu coração ?
Não me encante com filosofias
Nem me mostre uma melodia
A verdade é nua e crua
Pois só conheço o amor
E amor, hoje pra mim é uma dor

Ana Lucia Camargo
01/06/2008